Escolha uma Página

Como ter uma Empresa de Sucesso: 3 Fatores Críticos de Sucesso

 

Este é um artigo diferente. Não é um simples artigo da internet com algumas dicas superficiais e que no fundo não te ajudam muito na prática.

 

Minha intenção aqui é te apresentar alguns fatores, características e princípios que as empresas de sucesso possuem, para te ajudar a dar o primeiro passo à ação. Pois não basta ler e continuar sentado, tem que levantar a bunda da cadeira e fazer algo a respeito!

 

O primeiro ensinamento que vou te passar é: não é fácil, mas sim muito, muito difícil ter uma empresa de sucesso. Pois se fosse fácil, provavelmente você não estaria lendo este artigo, estaria fazendo algo melhor com seu tempo, certo?

 

E serei realista e sincero, não será fazendo a leitura de um artigo como este que você irá salvar seu negócio. É preciso aprofundar seus estudos e ter competência na execução. Contudo, você precisa dar o primeiro passo e é nisto que eu irei te ajudar, a dar o primeiro depois rumo ao sucesso.

 

Vou começar te fazendo uma pergunta e gostaria que você me respondesse agora no campo de comentários no final deste artigo.

 

Pergunta: Por que falhamos? Por que não conseguimos realizar nossos sonhos?

Desça agora e responda esta pergunta e depois prossiga com a leitura. Quero traçar um paralelo entre antes e depois de você ler este artigo.

 

Repare bem nesta pergunta, estou incluindo: eu, você, todo mundo.

Em pelo menos uma coisa na vida nos iremos falhar, isto (infelizmente) é muito comum, mas podemos e devemos fazer algo a respeito.

 

Pois bem, nós falhamos simplesmente porque desistimos! Apenas isto! Você vai encontrar dezenas de artigos na internet apenas respondendo esta pergunta (até irei produzir alguns no futuro aprofundando no assunto).

 

Mas nós falhamos porque desistimos… e desistimos por quê?

 

Desistimos por medo, insegurança, acomodação, erros do passado, crenças erradas, esperar resultados rápidos.

 

Enquanto você resmunga e se justifica a sua falta de sucesso, há milhares de pessoas que usam os erros do passado, as faltas de oportunidades e as dificuldades para APRENDER com eles, se tornam mais FORTES e SÁBIAS. Portanto, veja todo o seu fracasso como uma oportunidade de aprendizagem.

 

Não deixe que os erros e dificuldades do passado te aprisionem e te impeçam de crescer e ter sucesso. Não deixe, a vida é sua.

 

Para finalizar este tópico, segue a frase do Thomas Edison, inventor da lâmpada e fundador da GE, ou seja, dispensa apresentações, né?

 

De fato, não fracassei ao tentar cerca de 10.000. Simplesmente, encontrei 10.000 maneiras que não funcionam.
 
 

Você leu direito? Ele disse 10.000 vezes! Não é 1, 2, 10 ou 100, é DEZ MIL VEZES!

Essa coisa de nunca desistir é quase um pré-requisito para empreendedor, dê um Google que você vai encontrar dezenas de empreendedores que dizem mais ou menos a mesma coisa.

 

Cuidado! Uma coisa é tentar 10.000 formas diferentes e outra coisa é tentar a MESMA COISA 10.000 vezes. Para isso, tenho a frase do Albert Einstein, que também dispensa apresentações:

 
 

Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.
 
 

Portanto, minha 1ª lição de como ter uma empresa de sucesso é:

 
 

Seja persistente, não desista no primeiro momento. Aprenda com os erros e volte a fazer de novo com mais sabedoria e competência.
 
 
 

Algo que gostaria também gostaria de comentar antes de entrar nos 3 fatores críticos de sucesso é a seguinte falácia: Eu não sou empreendedor, ou, não sou um empreendedor tão bom assim.

 

Um outro mito é que empreendedores nascem prontos, os famosos “empreendedores natos”. Isso não existe. Todo mundo nasce sem saber andar, falar. Todo mundo vai crescendo e aprendendo com o tempo.

 

E agora vou resumir em poucas linhas o que é ser empreendedor, está preparado para saber?

 

Empreendedor é aquele que dá resultado. Empreender está constantemente entregando valor para seu cliente.
 
 

Talvez você pense:

  • É preciso ser criativo.
  • Tem que saber se comunicar bem.
  • Tem que ter dinheiro para empreender.
  • Tem que ter uma boa equipe.
  • Tem que saber fazer várias coisas diferente.
  • E por aí vai… o time dos justificadores entram em peso nesse momento.

Eu não vou dizer que todos estes fatores não ajudam. De fato, eles ajudam muito na hora de empreender.

 

Nos meus 8 anos como consultor de empresas eu já conheci empreendedores: altos, baixos, gordos, magros, homens, mulheres, gays, heteros, religiosos, ateus, azuis, rosa, vermelho, laranja, verde, e blablabla…

 

Alguns eram excelentes comunicadores, sabiam vender até avião caindo. Outros extremamente tímidos e tinham dificuldade em se expressar.

 

Contudo, eles possuem uma única coisa em comum: ELES DÃO RESULTADO. Eles entregam algo de valor para seu cliente e são remunerados por isto, ponto final.

 

Logo a 2ª lição de como ter uma empresa de sucesso é:

 
 

Dê resultado. Entregue valor para seu cliente.
 
 

Simples, não?

Talvez você esteja pensando: “Ah, em teoria isso é um sonho, na prática, um pesadelo!”

 

Eu vou concordar com você dessa vez!

Na prática é muito difícil, pois são dezenas de fatores, como por exemplo:

Talvez você pense:

  • O valor que você consegue entregar para seu cliente tem um preço mais alto que o do concorrente.
  • O cliente não acha o preço cobrado justo e você já está quase no limite do lucro.
  • A concorrência faz seu preço cair.
  • Você depende de vários colaboradores, fornecedores, stakeholders de um modo geral, para fazer dar certo.
  • Tem que saber fazer várias coisas diferente.
 

É agora que entra a parte do artigo em que vou te ajudar, vou te apresentar 3 fatores fundamentais para qualquer empresa ter sucesso. Eu disse: qualquer empresa ter sucesso.

 

Então veja agora como ter uma empresa de sucesso.

 

Ao longo de minha carreira como empreendedor, consultor e professor eu percebi que há 3 princípios, fatores, características, coisas, dê o nome que quiser, que fazem uma empresa ter sucesso.

São eles:

Inovação, Liderança e Gestão.

 

Mas Thiago… não está faltando nada? Não, não está!

Mas e quanto a:

  • Atendimento ao cliente (saber ouvir e tratar bem).
  • Transparência nas relações com os stakeholders.
  • Comunicação.
  • Afinidade (tesão naquilo que faz).
  • Experiência no mercado.
  • Equipe motivada e entusiasmada.
  • Etc.
 

Isso tudo (e muito mais) está incluindo nestes 3 fatores que citei: Inovação, Liderança e Gestão. E estão em ordem de importância, ok?

 

  • Inovação:
  • Liderança: logo depois a liderança é bem importante.
  • Gestão: é o menos importante dos 3.

 

Não, não estou desmerecendo a gestão, até porque o nome da minha empresa é Terra GESTÃO, mas dentre esses 3 fatores, ela tem uma importância um pouco menor.

 

Atenção: isso não quer dizer que basta ter Inovação e Liderança que você terá sucesso, ok? Para ter sucesso é preciso TER OS 3 FATORES.

 

Com Inovação e Liderança você pode chegar a um relativo sucesso, mas vai chegar no momento em que você irá precisar da Gestão.

Chegou a hora de aprofundar em cada um desses fatores:

 
 
 

Fator 1: Inovação

Como ter uma Empresa de Sucesso
 

Para explicar esse (e os outros) fator vou responder a duas perguntas:

  • O que é inovação?
  • Como inovar?

 

O que é inovação?

Inovação é entregar valor para seu cliente de uma forma melhor. Geralmente é entregar valor com mais qualidade, rapidez e menor preço. Simples, não?

Em teoria é, mas na prática, não!

Em suma, inovar é fazer MAIS com MENOS.

 

Vou te apresentar um caso de sucesso:

 

Amazon Go – lojas sem filas, caixas ou atendentes

Não, não é uma loja virtual. É uma loja física.

Você simplesmente entra na loja, passa o celular em um leitor digital, pega o produto, coloca na mochila/bolsa e vai embora. Isso mesmo, simplesmente vai embora.

 

Percebe a inovação? Percebe o valor para o cliente?

 

Qual é o valor para o cliente?

O principal é tempo. Imagina ir a um supermercado e não ter que esperar para passar no caixa.

Em um segundo momento é o custo. Quanto será que custa manter um caixa de supermercado? Além do horário comercial, nos sábados, domingos e feriados. Com isso a Amazon vai conseguir ter produtos mais baratos e, consequentemente, ser mais competitiva.

Veja um vídeo de demonstração:


 
 

Como inovar?

É agora que o “bicho pega”, pois é fácil mostrar casos de inovação, agora ensinar a inovar é complicado. É complicado porque ninguém tem uma receita pronta, pois ela não existe.

Pensar em inovar sempre nos remete a como ter boas ideias.

 

Você irá encontrar dezenas de artigos falando para você tentar um hobbie, aprender um novo idioma, visitar culturas diferentes. Isso tudo ajuda, mas o que realmente importante é: conecte sua ideia.

 

Esqueça essa coisa de proteger ao máximo a sua ideia. Você está dando um tiro no pé, segundo o autor Steven Johnson, autor do livro “Onde Vem as Boas Ideias“, que por sinal, é um excelente livro, recomendadíssimo!

Dentre várias coisas, ele diz que em um dos maiores momentos de inovação de nossa sociedade, o Renascimento, haviam cafés onde se encontravam engenheiros, músicos, pintores, escritores e demais pessoas de outras áreas do conhecimento que conectavam suas ideias a outras totalmente diferentes, produzindo então algo novo.

 

Quer um exemplo? Vamos lá então!

 

O Fordismo, método que revolucionou o mundo, utilizava o método de produção em massa para fabricar seus produtos.

Você sabia que, pasme, Henry Ford não inventou a linha de montagem? Na verdade, o que ele fez foi adaptar o modelo de processamento de carne de um açougue na produção de carros.

A linha de montagem permitiu o intercâmbio de partes, onde veículos eram montados em esteiras rolantes que se movimentavam enquanto o operário ficava praticamente parado, realizando uma pequena etapa da produção. Desta forma, não era necessária quase nenhuma qualificação dos trabalhadores. Fazendo apenas isso ele conseguiu produzir 2 milhões de carro ao ano, na década de 1920.

 

Então você já entendeu que boas ideias vêm da combinação de outras ideias, como se fosse um quebra-cabeça, em que cada pessoa contribui com uma parte para formar toda a imagem.

 

Portanto, eu te pergunto cara-pálida: o que precisa ser feito?

 

Você precisa criar situações onde proporcionam combinações de ideias, ou seja, em reuniões, momentos de interação social, dinâmicas de grupo, etc.

Mas não é apenas juntar as pessoas, é preciso ter foco, dedicação e tempo!

 
 
 

Fator 2: Liderança

Como ter uma Empresa de Sucesso
 

Seguindo ao nosso estudo de como ter uma empresa de sucesso, vamos conher o fator Liderança, este é um o fator mais negligenciado dos três, pois acredita-se muito em aptidão ou talento para liderar.

 

Mentira! Da mesma forma que empreendedores não nascem prontos, líderes também!

Liderança é um assunto que precisa ser estudado e praticado todos os dias.

Então vamos responder as perguntas:

  • O que é liderança?
  • Como liderar?

 

O que é liderança?

Para responder essa pergunta, vou citar uma frase do autor que escreveu o livro “O Monge e o Executivo” (também recomendadíssimo):

 
 

Liderança: é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir os objetivos identificados como sendo para o bem comum.
 
 

Vamos analisar esta frase por um momento e cortar em algumas partes:

Liderança: é a habilidade.

Ele disse habilidade, não disse vocação ou aptidão. Habilidade é simplesmente uma capacidade adquirida.

 

Trabalharem entusiasticamente.

A palavra entusiasticamente vem de entusiasmo que significa: aquele que tem um deus dentro de si, um grande interesse, um intenso prazer, uma dedicação ardente, uma paixão, uma veemência com o que se fala ou escreve.

 

Atingir objetivos identificados.

Houve algum planejamento para conseguir influenciar as pessoas.

 

Influenciar pessoas.

Sobre como influenciar de forma íntegra e transparente vou dizer logo abaixo.

 

Concluindo: liderança é ter a influência para que as pessoas trabalham de boa vontade visando atingir um objetivo.

 

Agora vamos a segunda pergunta.

 

Como liderar?

Talvez você esteja pensando, que é difícil exercer uma liderança na empresa em que trabalha porque sua equipe não colabora ou porque as pessoas estão desmotivadas. Eu te afirmo: é possível sim!

 

Para exercer uma forte liderança aqui segue alguns princípios que eu utilizo na minha empresa nos projetos de consultoria que desenvolvo:

  • Honestidade: não seja falso com seus colaboradores, caso contrário não irão te seguir. Você seguiria alguma pessoa que mente?
  • Dar exemplo: você é daquele tipo de chefe que diz para os colabores irem trabalhar no sábado, mas você não vai também? Que fazer eles trabalharem mais? Comece trabalhando mais.
  • Humildade: seja humilde, assuma seus erros quando os cometerem. É normal, ninguém é perfeito. Não tem problema em dizer: “eu estava errado e vocês tinham razão”. Na verdade, é muito recomendado que haja este tipo de conversa.
 

E vou te contar um rápido caso em que precisei exercer liderança em um projeto de consultoria.

Contexto:

  • Empresa do interior de Minas Gerais.
  • Empresa não dava lucro, só prejuízo.
  • Proprietário todo mês injetava milhares de reais na empresa.
  • Proprietário tinha outras empresas que estavam saudáveis que emprestavam dinheiro.
  • Setor financeiro: completamente desorganizado, apenas dois colaboradores que nunca foram treinados para a função.
  • Colaboradores: um cuidava de todo financeiro (pagamento/recebimento), tinha acabado de se divorciar, estava passado por uma barra pesada. O outro fazia emissão de nota fiscal (era menor aprendiz).
  • Minha missão: levantar a Posição Financeira, descobrir o quanto está no vermelho, o quanto ainda ficará no vermelho e as causas.
  • Prazo: 2 semanas (10 dias úteis).

O que eu fiz:

  • Reuni com os colaboradores do setor e perguntei qual o sonho deles, por que trabalhavam ali, quais os planos para o futuro.
  • Ouvi os dois por várias horas e anotei tudo.
  • Basicamente tinham 3 reclamações: nunca tiveram treinamento específico, acúmulo de funções e desorganização e promessa de aumento de salário não cumprida.

Como estava a situação financeira da empresa:

  • Faturamento mensal em torno de R$ 120 mil.
  • Gastos totais mensais em torno de R$ 150 mil.
  • Prejuízo mensal em torno de R$ 30 mil.
  • As outras empresas ajudavam a tampar o buraco no curto prazo, mas tinha que resolver a situação de uma vez.

Solução:

Precisei dar um choque no setor financeiro e acabei prometendo duas coisas:

  • 1) Que iria treiná-los em rotinas financeiras e que iriam garantir conhecer a fundo o setor financeiro de qualquer empresa. Ou seja: estão ganhando um curso avançado de controles e indicadores financeiros.
  • 2) Caso fizéssemos um excelente trabalho, eu iria conversar com os sócios para propor um aumento do salário dos colaboradores. Mas que antes tínhamos que mostrar o nosso valor e entregar valor ao cliente, que neste caso era o proprietário.

Após 3 semanas (15 dias úteis), ou seja, com 1 semana de atraso foi possível resolver o problema.

  • 1) Desorganização do setor financeiro: tinha uma grande facilidade de vendas, mas não tinha uma rotina definida de cobrança. Logo se juntava 20, 30 mil de inadimplentes por mês.
  • 2) Falta de capacitação dos colaboradores: uma vez sabendo exercer a função de uma forma rápida e eficaz, o tempo para executar determinas atividades chegou a reduzir 80%. Antes, demoravam dias para levantar uma posição financeira (furada). Depois, foi possível levantar em alguns segundos, dando alguns cliques e pronto.
  • 3) Aumento da equipe: retiramos uma pessoa do comercial e levamos para o setor financeiro para APENAS fazer cobrança e tentar recuperar o máximo possível.
 

Minha maior dificuldade:

Não foi levantar a informação, colocar em planilhas e fazer os cálculos. Isso é fácil de fazer, pois a parte técnica está nos livros, basta sentar a bunda e ler. O difícil foi conseguir fazer a equipe trabalhar motivada e entusiasmada. No final cheguei até a levar alguns chocolates para presentear o esforço deles nesse processo.

Hoje em dia, uma das pessoas do financeiro trabalha em outra empresa e quer que eu realize um novo projeto. Viu como são as coisas?

 
 
 

Fator 3: Gestão

Como ter uma Empresa de Sucesso
 

Vamos agora ao último fator essencial para ter uma empresa de sucesso. Esse também é um fator muito negligenciado pelos empreendedores e só preocupam com ele quando percebem que estão no vermelho.

Atenção! Eu disse percebem, pois muitas das vezes não têm certeza se a empresa está dando lucro ou prejuízo.

 

Então, vamos às perguntas:

  • O que é gestão?
  • Como ter uma gestão?

O que é gestão? O que você acha que é?

Se você pensou que gestão é organizar ou controlar, meus parabéns! Mas você errou!

Isso é parte da gestão, é o meio, não o objetivo fim da gestão, o seu propósito.

 

O objetivo mestre da gestão é: tomar decisão.

 

Talvez passe por sua cabeça algumas dessas perguntas:

  • Para que vou controlar centavo-a-centavo do meu negócio?
  • Para que contar o estoque seu eu sempre vendo?
  • Para que perguntar para meus colaboradores qual o sonho deles? O que eu tenho haver com isso? Ou melhor, o que eu ganho com isso?
  • Para que premiar colaboradores de setores que não geram vendas para o meu negócio, como o financeiro e operacional?
  • Para que calcular na ponta do lápis meu preço de venda, se todo mês sobra dinheiro?
  • Eu não posso dar liberdade e autonomia para meus colaboradores, pois se não irão procrastinar.
 

Se você já pensou alguma dessas frases acima, ou em algumas parecidas, eu te falo: VOCÊ PRECISA REPENSAR SEUS CONCEITOS, OU SEU NEGÓCIO IRÁ PARA O BURACO.

 

Vou dar as respostas para estas suas perguntas:

 

Para que vou controlar centavo-a-centavo do meu negócio?

Para saber para onde seu dinheiro está indo. Já pensou que pode estar gastando com algo supérfluo, ou de forma errada? As vezes seu setor de compras sequer fazer uma cotação em três fornecedores para encontrar o mais barato. Ou pior, você pode estar sendo roubado!

 

Para que contar o estoque seu eu sempre vendo?

E se aquele produto/insumo que vende tanto acabar? Qual o melhor momento de compra, quando estivar faltando quantas unidades? Qual seu LEC? Não sabe o que é LEC? Pois deveria saber…

 

Para que perguntar para meus colaboradores qual o sonho deles? O que eu tenho haver com isso? Ou melhor, o que eu ganho com isso?

Para saber o que os faz trabalharem para você, para pode saber motivá-los e exercer uma forte liderança. Para fazerem “vestir a camisa” e dar mais resultados, ficando mais contentes. “Só” por isso…

 

Para que premiar colaboradores de setores que não geram vendas para o meu negócio, como o financeiro e operacional?

É a mesma explicação da liderança, mas de forma mais ampliada. Uma vez que você define metas e premia os colaboradores quando as atinge, a motivação da sua equipe é melhorada.

 

Para que calcular na ponta do lápis meu preço de venda, se todo mês sobra dinheiro?

Para saber sua margem de contribuição. Você não sabe o que é isso? Deveria! Então confira este meu artigo sobre o tema: clique aqui.

 

Eu não posso dar liberdade e autonomia para meus colaboradores, pois se não irão procrastinar

As empresas mais inovadoras e as maiores do mundo dão autonomia e liberdade para seu colaborador: Amazon, Google, Facebook, GE, Hotmart, SambaTech, etc.
Eu acho que tem alguma coisa que elas fazem certo, não acha?

 

Pois bem, acredito que você não tem mais desculpas para não ter gestão, certo?

 

Olha, mesmo se você for um profissional autônomo, você PRECISA de GESTÃO. Claro que não será algo muito sofisticado, mas sim, você também precisa!

 

Voltemos a definição: tomar decisão.

 

E se você já está ganhou um bom dinheiro e gestão não te preocupa tanto, vou recorrer a uma frase que sempre uso em minhas consultorias: o sucesso do passado, não garante o sucesso do futuro.

 

Ou seja, não é porque você ganhou muito dinheiro no passado que irá ganhar no futuro. O mundo sempre muda e constantemente somos bombardeados de inovações de todas as áreas de conhecimento.

Nada é constante no mundo, tudo muda. A única coisa constante no mundo é a mudança.

 

Por isso a importância de se planejar, organizar, dirigir e controlar. E isso nos leva a segunda pergunta:

 

Como ter uma boa gestão?

Se o objetivo mestre da gestão é tomada de decisão, o que precisa ser feito para tomar boas decisões?

Há uma pensamento que sempre gosto de compartilhar, sobre a conversa entre uma pessoa e um mestre (monge):

 

Como ter uma Empresa de Sucesso

 

Talvez você fique indignado e me diga agora:

Você quer que eu erre e só depois aprenda e melhore? Não posso errar, não tenho margem para erro.

 

Então, eu te falo com segurança: você já está errando e errando muito, só que ainda não sabe. Para aprender com as más escolhas e ganhar experiência é preciso ter gestão para planejar, executar, medir, analisar e depois disso aprender e se tornar sábio, entendeu?

 

Uma coisa é saber se acertou ou errou, outra é saber o QUANTO acertou ou errou, consegue mensurar numericamente o retorno que está tendo em determinado produto ou ação de marketing? Sabe o custo exato que o seu produto possui? Quantos porcentos (%) sua folha de pagamento representa pra seu negócio?

 

Por isso que só existe gestão se pode ser medido. Você diz que seu departamento tem uma boa gestão, então quer dizer que ele pode ser medido: medir faturamento, lucratividade, rentabilidade, produtividade, desempenho, inovação, erros, etc.

 

É por isso que para ter uma empresa de sucesso é preciso ter gestão. Uma boa gestão é composta por:

  • Método: é o como fazer, de forma eficaz e efetiva.
  • Treinamento: pessoas bem capacitadas e treinadas.
  • Infraestrutura: máquinas e equipamentos adequados para efetuar o trabalho.

A maior parte das empresas possuem apenas a infraestrutura. Caso você não sabe se possui uma boa gestão, tente responder as seguintes perguntas:

  • Qual seu faturamento médio mensal?
  • Qual sua margem de contribuição?
  • Qual sua lucratividade média mensal?
  • Qual seu ponto de equilíbrio?
  • Qual sua EBITDA?
  • Qual seu ROI?

 

Você não precisa responder de cabeça, mas precisa ter acesso a estas informações instantaneamente. Sim, eu disse: instantaneamente. Em poucos cliques você precisa saber disso tudo, de forma consistente e precisa.

 

Não sabe responder? Então te afirmo com segurança que VOCÊ NÃO TEM GESTÃO. MAS CALMA! Não quer dizer que você nunca terá gestão!

 

Meu caríssimo empreendedor, profissional ou estudante, estamos chegando a mais um final de um artigo, mas antes de finalizar, tem um conteúdo bônus para você que ficou até o final.

 

Conteúdo bônus: para você que leu até aqui, você merece aprender mais.

 
 
 

Bônus: Fatores Critícos de Sucesso por Segmento

Como ter uma Empresa de Sucesso
 

Em todo projeto de consultoria ou desenvolvimento de sistema que vou fazer, eu me pergunto: qual o pulo do gato desse negócio?

Ou seja, qual é o fator mais crítico do negócio ou do segmento? O que o empreendedor precisa focar muito e nunca descuidar, caso contrário o preço pago é caro.

Como já atendi diversas empresas eu consigo fazer em alguns fatores críticos de sucesso por segmento. Segue alguns:

 

Confecção de Roupas

Nas empresas que atendi desse segmento, sempre notei a grande dificuldade em encontrar boas costureiras e outros profissionais que poderiam trabalhar na produção.

Além disso, também notei um grande problema de capital de giro, que ocorre, pois, o prazo de pagamento dos fornecedores é maior do que o prazo de recebimento. Exemplo: O tecido é pago em 30 dias, porém, o pagamento dos clientes em 60/90/120 dias. Já atendi empresas em que o prazo é muito maior que isso…

 

Clínicas médicas e odontológicas

Nas empresas que já atendi, pude verificar uma grande dificuldade em precificar os produtos, uma vez que há muitos materiais que são consumidos ao longo do tempo e não em cada consulta. Também a grande burocracia para receber uma mixaria dos planos de saúde, gerando uma alta glosa de consultas, exames ou procedimentos médicos.

 

Escolas de computação

Nessas empresas verifiquei uma dificuldade em formar turmas, ou seja, é preciso ter uma boa estrutura de marketing e comercial para sempre gerar vendas. Além de uma dificuldade em encontrar bons profissionais que estejam disponíveis.

 

Manutenção de computadores, smartphones e tablets

Nesse segmento eu verifiquei a grande concorrência por esse tipo de serviço: quem hoje em dia não sabe formatar um computador? Talvez você não sabe, mas com certeza você conhece um pessoa que sabe. A barreira de entrega é baixa nesse segmento, ou seja, qualquer um pode começar um negócio desse, o que provoca muitos concorrentes e forçando o preço pra baixo.

 

Retífica de motores e afins

Dificuldade em gerenciar o grande fluxo de informações, uma vez que é um serviço de alta complexidade que precisa de um software específico para gerenciamento de informações. Além disso, é preciso ter pessoas capacitadas para operar esse software.

 

Comércio atacado de material elétrico e afins

O grande problema sem dúvida era na gestão do estoque, um mal controle de estoque desestruturada toda a cadeia: não é possível mensurar a quantidade e valor do estoque, os vendedores ficam inseguros na hora da venda (pois a informação no sistema pode estar errada). Além disso é na precificação do produto, fazer o estudo necessário para informar todos os custos que compõe o produto: preço da mercadoria, impostos (IPI, ST/ICMS, etc.), frete.

 

Serviços de construção civil, usinas siderúrgicas, refratários e afins

Apesar da grande diferença técnica entre eles, percebi um fator chave que se repete: o capital de giro. Boa tarde desses negócios prestam serviços para grandes empresas que possuem um modus operandi, a grosso modo fazem o pagamento 30, 60 ou 90 dias após a CONCLUSÃO do serviço. Portanto precisam se planejar MUITO BEM para pagar todos os funcionários daquela obra, despesas de alimentação, transporte, compra de EPI, entre outros.

 

Lanchonetes e afins

Além de fatores triviais como higienização do local e boa qualidade dos produtos, o ponto (local) é muito importante, se você errou no local em que irá abrir, suas lanches de reverter essa situção são baixas. Exemplo: abrir perto de uma faculdade parece ser um ótimo negócio, mas será mesmo? Onde estudei o semestre tinha na prática 4 meses, ou seja, de 12 meses apenas 8 meses tinha movimento. Será que o negócio está preparado para ter essa grande sazonalidade nas vendas?

 

Consultoria e treinamentos

O meu segmento. A maior dificuldade é formar um grande nome ou uma grande marca, isso é, um trabalho árduo que leva anos. A solução para este segmento é desenvolver um produto que venda por si só, que não dependa de um grande consultor renomado.

 
 
 

Oportunidade de Crescimento

Como ter uma Empresa de Sucesso
 

Para te ajudar ainda mais a ter uma empresa de sucesso, quero te apresentar uma produto que desenvolvi.

É um produto específico para que os pequenos empreendedores possam sobreviver e prosperar na crise.

Se chama: EconoSimples.

Como ter uma Empresa de Sucesso

Um método simples e exclusivo para te ajudar a reduzir seus gastos e te ajudar a aumentar o seu lucro.

Acesse o link e confira: www.EconoSimples.com.

 

Eu não consigo fazer mágica e salvar sua empresa à distância, mas posso te ajudar a: levantar e identificar os seus gastos e fazer um controle rigoroso para conseguir reduzi-los.

 

É fazer MAIS com MENOS, mantendo a qualidade.

 

Por fim, te desejo muita Inovação, Liderança e Gestão!

E chega de culpar o mercado, governo e outros. Assuma as rédeas de sua vida e do seu negócio.

Felicidades e Sucesso!

 
 
 

P.S.:
Utilize o espaço abaixo para enviar dúvidas, comentários e sugestões.
Estou à disposição e irei responder com maior prazer.

 

Caso tenha gostado desse conteúdo e queria fazer parte de uma lista exclusiva de empreendedores e profissionais que querem fazer a diferença. Informe seus dados no formulário abaixo para receber em primeira mão cada novo conteúdo. É gratuito e sempre será.

Como ter uma Empresa de Sucesso
Carregando...
Como ter uma Empresa de Sucesso
Como ter uma Empresa de Sucesso
Como ter uma Empresa de Sucesso

Thiago Terra

Consultor de Empresas

Administrador pela PUC Minas, atua há 8 anos como consultor de empresas em experiência em controles e indicadores financeiros, gestão de processos, plano de negócios e viabilidade econômico-financeira. Também é instrutor de Excel com ênfase em negócios e finanças há 11 anos.

Faça seu comentário

perguntas e respostas no total.

Tenha Resultados Incríveis

Tenha Resultados Incríveis!

Receba artigos, dicas, tutoriais de como melhorar seus resultados e aumentar sua performance.

Totalmente exclusivo e gratuito!


Inscrito com sucesso!