Escolha uma Página

Você precisa saber o que é Margem de Contribuição

Se você é empresário, empreendedor ou estudioso da área de custos, você precisa saber o que é a Margem de Contribuição e como ela afeta diretamente os resultados de uma empresa.

 

Caríssimos hoje iremos entender de forma clara e simples o que esta bendita Margem de Contribuição e porque ela é fundamental para analisar numericamente o meu negócio.

 

Antes de mais nada, caso esteja caindo de paraquedas e não sabe bulhufas de preço, custo fixo ou custo variável, recomendo inicialmente a leitura desse meu outro artigo: Como os Custos Fixos e Variáveis afetam a sobrevivência do seu negócio?

 

Prosseguindo com o nosso tema, já adianto que Margem de Contribuição não é imposto! Nunca foi e nunca será! A definição mais simplista que posso oferecer é ela é uma margem que contribui para o pagamento dos custos fixos. Dado esta definição fica mais claro sua fórmula:

 

Margem de Contribuição = Receita Total – Custo Variável Total

Aprofundado no conceito:
Receita Total = Preço de venda unitário x Quantidade vendida ou produzida
Custo Variável Total = Custo variável unitário x Quantidade vendida ou produzida

 

Você precisa saber o que é Margem de Contribuição

Ou seja… A margem de contribuição é a diferença (subtração) da receita com o custo variável.
Pois bem, esta é a Margem de Contribuição Financeira ou Monetária ou o nome carinhoso que deseje dar. Agora irei apresentar a Margem de Contribuição Percentual ou o Índice da Margem de Contribuição.
Ela nada mais é que a divisão da Margem de Contribuição Tradicional com a Receita.
Mas Thiago…. é sobre a receita total, unitária?… Aí depende do que você está calculando.
Se quer encontrar a Margem de Contribuição Percentual UNITÁRIA, você calcula assim:

Margem de Contribuição Percentual = Margem de Contribuição Unitária / Preço de Venda Unitário


Você precisa saber o que é Margem de Contribuição

 

Observação: como em nosso exemplo estamos tratando de apenas um tipo de produto, a margem de contribuição percentual será a mesma, caso você for trabalhar com produtos de preços e custos variáveis diversos, recomendo calcular a média, ou, calcular o preço de venda total e os custos variáveis totais. Ficou alguma com dúvida? Escreva no final da página que irei te ajudar.

 
 

Análise #01: Margem de Contribuição Financeira
Podemos observar que a cada venda unitária deste produto, sobra R$ 1,30, para pagar os custos fixos, não parece uma grande análise não é mesmo? De fato, não é, mas vamos para a segunda análise.

 
 

Análise #02: Margem de Contribuição Percentual
Esta segunda análise podemos ir um pouco mais longe, ela quer dizer que a cada R$ 100,00 vendidos, sobra-se R$ 43,33 (43,33%) para pagar os custos fixos. Então vamos supor uma coisa: se nossos custos fixos forem de R$ 6.500,00? Isto quer dizer que se vendermos 150 unidades para pagar os custos fixos! Linda a contabilidade de custos não é mesmo?

 
 

Análise #03: Quanto maior a margem, melhor!
Quando enxergamos isto, percebemos que quanto maior for a nossa margem melhor! Pois menos unidades será preciso vender. Mas… cuidado! Não aumente seu preço de venda feito louco, achando que irá vender 50 unidades de seu produto e já irá bancar os custos fixos.

 

Dica: Quem dita o preço é mercado e não a sua empresa. Preço é uma variável mercadológica, ou seja, é o mercado que diz (mais ou menos) o quanto deve ser o preço de seu produto!

 

Exemplo: Você quer produzir água mineral, e deseja vende-la por R$ 7,50. Vai conseguir vender? Talvez algumas poucas unidades para alguém que estiver com uma extrema cede e não tiver nenhum outro produto mais barato. Ou seja, por este preço você está fora do mercado!

 

Seguindo o nosso raciocínio, se o preço é uma variável que o mercado determina como posso aumentar minha margem de contribuição? Resposta: no Custo Variável! Você não controle o preço de venda, mas os custos variáveis sim! Como fazer para reduzi-los? Aqui vai algumas dicas:
  • Procurar fornecedores mais baratos.
  • Investir em máquinas que produzem mais com um custo menor.
  • Investir em treinamento de funcionários para produzirem mais.
  • Procurar fornecedores mais próximos e pagar um frete menor.
  • Comprar um volume maior dos fornecedores e “chorar” para não pagar o frete.
  • Melhorar as rotinas e os processos internos.
  • Contratar uma consultoria empresarial de alta qualidade a um baixo custo (momento jabá! Clique aqui)
  • Sonegação fiscal…. brincadeirinha! Não tente sonegar, sei que é uma prática muito comum no Brasil (muito mesmo), mas o governo irá bater na sua porta e tome cuidado que a multa será grande!
  • Basicamente consiste em encontrar formas de fazer as mesmas coisas utilizando menos recursos. O famoso fazer mais com menos.
 
 

Análise #04: E se a margem for negativa?
Já assistiu aquele filme Forest Gump? Há algumas cenas do filme que a seguinte fala: Run Forest, Run! Ou seja… Corra Forest, Corra! Ou seja, a coisa está feia para o seu lado, pois como irá pagar os custos fixos com uma margem negativa? Não é possível.

 

Mas é preciso analisar com cuidado: pois as vezes é uma venda de vários produtos,
onde a margem de contribuição negativa é compensada pela margem de contribuição positiva de um outro produto, pois as vezes financeiramente é um valor muito pequeno, cujo o outro produto compense.

 

Agora se o produto é vendido em um preço onde que normalmente sua margem de contribuição está negativa, é melhor parar vende-lo imediatamente e recalcular o seu preço de venda. Pois, vamos supor que a margem seja de 10% negativa, isto quer dizer que a cada R$ 100,00 vendidos deste produto, você precisa pagar mais R$ 10,00 para que ele seja vendido para o cliente. Isto não é caridade, é burrada administrativa!

 
 

Meus caros, quero agradecer imensamente pela atenção e em caso de dúvidas deixem nos comentários abaixo.

Um abraço e até a próxima.

 
 

Você precisa saber o que é Margem de Contribuição

Thiago Terra

Consultor de Empresas

Administrador PUC Minas, atua há 7 anos como consultor de empresas em experiência em controles e indicadores financeiros, gestão de processos, plano de negócios e viabilidade econômica-financeira. Também é instrutor de Excel com ênfase em negócios e finanças há 10 anos.

Faça seu comentário

perguntas e respostas no total.

Tenha Resultados Incríveis

Tenha Resultados Incríveis!

Receba artigos, dicas, tutoriais de como melhorar seus resultados e aumentar sua performance.

Totalmente exclusivo e gratuito!


Inscrito com sucesso!